Quem sou eu

Minha foto
Remígio-PB, Paraíba, Brazil
Mestre em Letras pela UEPB e professor de Língua Portuguesa do ensino médio em escola de tempo INTEGRAL. Meu interesse com esse espaço é poder divulgar e compartilhar, SEM FINS LUCRATIVOS, com todas e todos minhas atividades escolares e questões objetivas de português para estudos voltados para concursos públicos e o ENEM.

sábado, 12 de setembro de 2020

SIMULADO DE PORTUGUÊS PARA O 3º ANO DO ENSINO MÉDIO E EJA

 Leia o texto 1

ESTUDANTES DESENVOLVEM APLICATIVO PARA INCENTIVAR LEITURA

Um aplicativo que possibilite ter na palma da mão, gratuitamente, centenas de livros didáticos e de literatura de domínio público. Esse foi o projeto desenvolvido por estudantes do Colégio Estadual Primo Manfrinato, em Cianorte (no Noroeste do Paraná) como trabalho final das aulas de Educação Empreendedora oferecidas pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte em parceria com o Sebrae Paraná.

As atividades complementares de educação empreendedora, que contribuem para incentivar o protagonismo juvenil por meio de novas metodologias de ensino e aprendizado, serão oferecidas pelo quarto ano consecutivo para 64 escolas estaduais, duas de cada Núcleo Regional de Educação (NRE).

A iniciativa dos estudantes contribuiu para ampliar o acesso a novos acervos literários, incentivar o hábito da leitura e promover a interação da escola com a comunidade que também pode usar o aplicativo. “Essa metodologia contribui para o desenvolvimento do aluno porque desperta neles a vontade de criar algo novo e de empreender e esses conhecimentos eles vão levar para a vida fora da escola”, disse o professor Emerson Tolentino de Matos, que é responsável pela atividade.

NA PALMA DA MÃO - No aplicativo são disponibilizados os links para os arquivos no formato em PDF de obras de domínio público (obedecendo a lei dos direitos autorais). Além do acervo literário, a ferramenta também oferta uma área para apresentação do projeto, agenda, notícias da escola, "fale conosco" e os créditos. O app pode ser acessado no endereço: app.vc/onbook.

O objetivo da ferramenta é incentivar a leitura e ampliar o acervo disponível para a comunidade escolar. “Tenho uma grande paixão pela leitura e gosto sempre de incentivar a prática. É gratificante poder incentivar o hábito da leitura em outros por meio de uma ferramenta que ajudei a desenvolver”, afirmou a estudante Kauane Moraes Bernardo, de 16 anos, do 3° ano do Ensino Médio. 

(Disponível em: http://www.aen.pr.gov.br/, 11 de jan de 2019)

1.    (H3) A informação principal do texto 3 acima é que

a)    É muito gratificante incentivar o hábito da leitura.

b)    Disponibilizaram livros em PDF para alunos carentes.

c)    A escola tem aulas de empreendedorismo.

d)    A tecnologia é importante para a vida da sociedade.

e)    Alunos de escola pública desenvolvem ciências e tecnologia na sala de aula.

 

2.    (H5) Releia o trecho do 1º parágrafo:

ESSE foi o projeto desenvolvido por estudantes do Colégio Estadual Primo Manfrinato, em Cianorte (no Noroeste do Paraná)”

A expressão destacada retoma no texto

a)    Literatura

b)    Centenas de livros

c)    Um aplicativo

d)    Projeto

e)    Trabalho

Analise o texto 2:

3.       (H8) Uma OPINIÃO do autor desta charge sobre a Era das Redes Sociais é que:

     aAs redes sociais possibilitam muitas atividades positivas e facilitam a vida de pessoas e            instituições.

a  b) As redes sociais criaram espaços para novos tipos de negócios, novos empregos, novas formas de comunicação

   cPor meio das mídias digitais, podemos encontrar pessoas, grupos e assuntos que nos interessam.

   d) Através das redes sociais podemos fazer amigos ou reencontrar pessoas que fizeram parte de nossas vidas em algum momento.

   e) Muitas vezes nos esquecemos da nossa vida ‘real’, nos tornamos seres muito sociais nos meios digitais e ao mesmo tempo nos fechamos para as pessoas que convivem conosco no dia a dia.


Leia o Texto 03:

MOTIVO

Eu canto porque o instante existe

e a minha vida está completa.

Não sou alegre nem sou triste:

sou poeta.

 

Irmão das coisas fugidias,

não sinto gozo nem tormento.

Atravesso noites e dias

no vento.

 

Se desmorono ou se edifico,

se permaneço ou me desfaço,

— não sei, não sei. Não sei se fico

ou passo.

 

Sei que canto. E a canção é tudo.

Tem sangue eterno a asa ritmada.

E um dia sei que estarei mudo:

— mais nada.

(Cecília Meireles)

 

4.    (H4) No texto 3, o sujeito eu-lírico reflete acerca de si mesma, ou seja, escrever fazia parte da sua identidade e era uma condição essencial para a vida do sujeito eu-lírico. Assinale a única alternativa INCORRETA acerca do poema:

a)    O poema é existencialista e trata da transitoriedade da vida, muitas vezes com certo grau de melancolia.

b)    Os versos são construídos a partir de antíteses, ideias opostas (alegre e triste; noites e dias; permaneço e desfaço; fico e passo).

c)    Uma outra característica marcante é a musicalidade da escrita.

d)    É de se sublinhar também que praticamente todos os verbos do poema estão no tempo presente do indicativo, o que demonstra que o sujeito pretendia evocar o aqui e o agora.

e) Todas as palavras do poema estão no sentido denotativo, ou seja, sentido real do dicionário.

 

5.    (H6) Releia o trecho da 1ª estrofe:

“Eu canto porque o instante existe

e a minha vida está completa.

Não sou alegre nem sou triste:

sou poeta.”

As duas palavras destacadas no texto dão a noção de

a)    Contrariedade

b)    soma de ideias

c)    conclusão

d)    explicação

e)    escolha

 

6.    (H8) Leia os dois textos abaixo comparando a palavra IDENTIDADE entre eles e aponte a alternativa CORRETA:

TEXTO I

A identidade para a Psicologia é uma construção dinâmica da unidade da consciência de si, através das relações subjetivas, das comunicações, da linguagem e das experiências sociais. É um processo ativo, afetivo e cognitivo de representação de si no ambiente envolvente, o que implica a existência de um sentimento subjetivo de permanência e de continuidade. É indispensável ainda a existência de funções de regulação tais como a coerência e a estabilidade que são necessárias a uma adaptação às mudanças.

(Disponível em: https://www.infopedia.pt/)

TEXTO 2:

a)    A palavra “identidade” apresenta um único sentido.

b)    A palavra “identidade” no texto 1 está sendo explicada do ponto de vista da sociologia.

c)    Pelo contexto do texto 2 a palavra “identidade” refere-se ao documento RG das pessoas.

d)    A palavra “identidade” tem sentidos opostos nos dois textos.

e)    “Identidade” no texto 1 e no 2 tem o mesmo sentido. O texto 1 traz a definição, o texto 2 mostra um exemplo.  


Analise o texto e a charge a seguir para responder a questão.

TEXTO:

“Na modernidade, a consolidação de grandes identidades coletivas foi uma marca importante, principalmente aquelas originadas pelas condições de existência, como as identidades nacionais ou de classe. Entretanto, nas últimas décadas, definidas como pós-modernidade, as transformações sociais ocorridas em todas as sociedades modificaram os elementos constituintes das identidades. [...] As novas identidades se caracterizam por ser fragmentadas, desvinculadas dos modelos tradicionais de identidade que foram substituídas por formas móveis e descentralizadas de identificação.” 

(SILVIO, Afrânio. Sociologia Contemporânea, 1ed. – São Paulo: Moderna, 2013.)

CHARGE:

7.    Pode-se afirmar que a imagem dos jovens do século XXI, conforme retratada na charge, expressa o conceito de identidade como

a)    interpretação homogênea, presente nas condições de existência dos indivíduos na sociedade globalizada.

b)    consolidação do sujeito universal, transformado com o progresso na modernidade.

c)    massificação dos comportamentos e das práticas culturais reproduzidas indistintamente nas sociedades.

d)    construção social, marcada pela diversidade e pelas mudanças no tempo e no espaço.

e)    expressão coletiva do eu/indivíduo na sociedade de consumo controlada pela indústria cultural.


LEIA O TEXTO 3 A SEGUIR:

A CIÊNCIA EXPLICA POR QUE ADOLESCENTES SÃO TÃO REBELDES

Não é preciso ser um gênio da neurociência para entender que adolescentes e adultos são diferentes, agem de maneiras distintas e, logicamente, têm pensamentos não muito parecidos. Mas você já parou para analisar quais são as divergências existentes entre os cérebros de adolescentes e adultos?

Parece que a rixa comportamental tem a ver com a forma como o cérebro amadurece e evolui, em um processo conhecido como neuromaturação. Para entender esse processo, você precisa saber que seu cérebro é feito de massa branca e massa cinzenta. A parte cinzenta termina de ser desenvolvida por volta dos 12 anos, enquanto a parte branca só vai ficar totalmente pronta quando estivermos na casa dos 20. Antes disso, esqueça.

É por isso que o cérebro dos adolescentes ainda não “funciona” bem. Lógico que ele é capaz de lidar com todas as questões motoras e cognitivas, mas a parte comportamental sai perdendo. Por isso é que a adolescência é conhecida como uma fase de revolta e confusão.

Sem falar, é claro, na questão da formação pessoal de cada indivíduo, que envolve a experiência que cada pessoa vive desde que nasce, incluindo traumas e outros aprendizados não genéricos.

A falta de formação da massa branca afeta os adolescentes no sentido que, muitas vezes, eles acabam não enxergando uma situação de forma completa, o que faz com que a pessoa acabe tomando decisões erradas ou precipitadas.

O cérebro adulto, por sua vez, tem um número de conexões neurais que permitem que todas as partes do órgão trabalhem juntas. Já o cérebro adolescente tem condições não muito completas de trabalho. É cientificamente comprovado que a última parte do cérebro a ser formada é o lobo frontal, que é a região responsável por controlar a atenção, os impulsos e a motivação.

Os adolescentes têm cérebros mais receptíveis para os benefícios recebidos de interações com os seus ambientes. É por isso que é preciso estimulá-los a aprender e explorar novas experiências.

Enfim, a mudança que pais enxergam em seus filhos quando chegam à fase adulta pode ter forte relação com a maturidade do cérebro deles. Adultos têm uma camada chamada mielina, que faz parte da massa branca, e que é responsável pela proteção neural no cérebro. Isso faz com que as conexões cerebrais sejam feitas mais rapidamente.

(Disponível em: https://www.megacurioso.com.br/)

 

8.  Ainda sobre o texto, marque V para verdadeiro e F para falso nas afirmações e, em seguida, escolha a letra que tem a sequência CORRETA:

(  ) Esse texto tem a finalidade de divulgar um conhecimento científico.

( ) O autor utilizou uma linguagem extremamente formal, com excesso de palavras pouco conhecidas.

( ) Segundo o texto, os adolescentes são revoltados e confusos porque o cérebro deles ainda está em constante formação.

( ) De acordo com o texto, a primeira parte do cérebro a ser formada é o lobo frontal, região responsável por controlar a atenção, os impulsos e a motivação.

A sequência correta é:

a)    VFVF

b)    VVVF

c)    FVFV

d)    FFVV

e)    VVFF

 Leia o texto 4 abaixo:

Existe consumo com sustentabilidade ambiental?

 

O consumo é um conceito que vai muito além do “consumismo” ou do consumo de produtos tangíveis, em especial os encontrados no varejo. Consumimos produtos, serviços, informações e símbolos, diariamente, consciente ou inconscientemente. O próprio conceito de sustentabilidade tem sido “consumido” exaustivamente nas últimas décadas. Consumir não é necessariamente negativo e seríamos incapazes de renunciar a essa prática. Porém, o crescimento do número de pessoas e da capacidade de produção impõe uma responsabilização individual e coletiva sobre o seu impacto. Além disso, a sustentabilidade que costumava ser uma bandeira de especialistas e um assunto visto como importante, mas de certa forma distante das urgências cotidianas, hoje está no centro do debate social e econômico

Dentre as temáticas da atualidade, uma economia livre de lixo (waste-free economy) atinge diretamente as estratégias das empresas. Em geral, convivemos com um desconforto relacionado à questão, mas não temos a real dimensão das marcas que causamos ao meio ambiente.  Quantos quilos de lixo um indivíduo produz anualmente? Estudos apontam que um brasileiro está perto de superar a geração de 300 quilos de lixo ao ano. Considerando o peso médio do brasileiro (aproximadamente 70kg) podemos dizer que cada um de nós despeja quatro vezes o seu peso em resíduos.  Estamos acima da média mundial, mas abaixo dos países de alta renda, mesmo que estes representem uma fatia pequena da população planetária.

E o que gera todo esse lixo? Quanto mais renda, mais consumo. O desperdício de plástico, por exemplo, está sufocando os oceanos, mas o nosso consumo desta onipresente substância está apenas aumentando. E, para agravar a situação, cidades crescem rapidamente, sem sistemas adequados para gerenciar o volume e a composição de resíduos dos seus cidadãos. As empresas têm responsabilidade direta sobre esse cenário.  Algumas delas já apresentaram  projetos para reduzir os rastros que seus produtos causam no planeta, seja reduzindo a quantidade de embalagens plásticas (Unilever e Nestle), seja utilizando matéria prima reciclada (Adidas), por exemplo.

Alguns fatores têm a capacidade de alterar o que desejamos e necessitamos consumir. A primeira delas é a própria sociedade, que é causa e consequência dessas complexas mudanças, geradas por suas experiências cotidianas e pela evolução de seus valores. Demandas por novos padrões de produtos e serviços, que gerem menor (ou zero) impacto negativo ao meio ambiente e às comunidades, assim como mudanças de hábitos para outros que contribuam positivamente nessa equação. Por exemplo, só consumir produtos regionais, pois além de favorecer economicamente a comunidade local, reduz o consumo de combustíveis – fonte poluente e não renovável de energia. Esses movimentos, contudo, tendem a ser mais lentos.

A economia circular é uma alternativa atraente que busca redefinir a noção de crescimento, com foco em benefícios para toda a sociedade. “Precisamos mudar para um negócio circular”, disse Marc Engel, diretor de cadeia de suprimentos da Unilever, em um painel da Bloomberg Live em Davos, Suíça. Esse conceito promove que a vida útil do produto seja estendida, podendo ser recuperados, reutilizados e remanufaturados. A BlackRock iniciou um fundo focado exclusivamente na economia circular, ao lado da Ellen MacArthur Foundation, que tem nesse seu maior propósito.

Mais do que uma iniciativa, esta é uma mudança de perspectiva, de valores e de práticas da sociedade que podem contribuir na reversão de uma trajetória que, independente da falta de consenso em torno dos prazos envolvidos, todos concordam que é negativa para a existência humana. Será que as empresas, os Estados e seus administradores estão preparados para lidar com esse paradoxo? Apesar da dimensão do desafio, temos que começar com o que está imediatamente diante de nós. Não há mais tempo a perder.

(Disponível em: https://www.istoedinheiro.com.br/existe-consumo-com-sustentabilidade-ambiental/, 29/01/2020

9.    Com relação ao título e ao que é abordado no texto, podemos afirmar que:

a)    São contraditórios. 

b)    O assunto tratado no texto é diferente do que é apresentado no título.

c)    O título confunde o leitor, porque o texto trata apenas sobre a questão do lixo.

d)    O texto não responde a pergunta do título.

e)    O texto reflete sobre a pergunta do título e ainda apresenta uma proposta viável para o questionamento. 

 

10.    No trecho:

Estudos apontam que um brasileiro está perto de superar a geração de 300 quilos de lixo ao ano. Considerando o peso médio do brasileiro (aproximadamente 70kg) podemos dizer que cada um de nós despeja quatro vezes o seu peso em resíduos.


Esse exemplo foi citado pelo autor do texto com a finalidade de: 

a)  Dificultar o entendimento do texto para que o leitor precise interpretá-lo de forma mais crítica.

b)  Reforçar o argumento que o autor vinha defendendo acerca dos impactos do lixo no planeta Terra.

c)    Contradizer a teoria de que o meio ambiente é agredido constantemente com o lixo que produzimos.

d)    Provocar o leitor com relação à baixa quantidade de lixo que o brasileiro produz ao ano.

e)  Tranquilizar o leitor, tendo em vista o Brasil ocupar posição favorável na preservação do meio ambiente.


Curta nossa fanpage no facebook @escrevequeeuleio

e se inscreva no nosso blog professorjeanrodrigues.blogspot.com.br


GABARITO OFICIAL  

1. E

2. C

3. E

4. E

5. E

6. B

7. E

8. A

9. E

10. B

SIMULADO DE PORTUGUÊS PARA 1º ANO DO ENSINO MÉDIO (HABILIDADES PARA PORTUGUÊS)

 Observe o texto 1:


1.    (H1) A finalidade deste texto é:

a)    Apresentar uma crítica às pessoas.

b)    Descrever uma situação

c)    Divulgar um local

d)    Vender uma ideia

e)    Motivar a determinação nas pessoas


2.    (H2) De acordo com o texto 1, os problemas

a)    Só existem na cabeça de pessoas que pensam demais neles.

b)    Não existem, são invenções da mente humana.

c)    São simples de resolverem, só basta tentar.

d)    São reais, são complexos, porém com perseverança e resiliência podem ser superados.

e)    São verdadeiros e complicados, mas nem todo mundo pode superá-los.


Leia o Texto 02:

NOSSOS FUTUROS CIENTISTAS

Quem são os jovens que superaram a falta de cultura científica do Brasil? E por que eles são importantes para nosso desenvolvimento?

Sem cultura de pesquisa nas escolas, o país não consegue formar uma geração de cientistas. No Brasil, são poucas as escolas que investem em uma metodologia que estimule a prática de ciências. A grande maioria aposta na formação voltada exclusivamente para os exames vestibulares e acaba preparando os alunos apenas para os tipos de provas mais comuns. Segundo Ennio Candotti, a falta de investimento em atividades de pesquisa se reflete também na escassez de professores de ciências.

Remando contrária a essa maré, temos exemplos positivos que contrariam essa realidade. A estudante mineira Andreia Evangelista dos Santos, de 20 anos, conseguiu superar as dificuldades da escola pública. Durante uma greve de professores de quase cinco meses, em 2005, ela e um grupo de colegas começaram uma pesquisa sobre as condições de higiene dos alimentos vendidos na própria escola e em lanchonetes.

Numa aula de Biologia, a estudante se interessou por um tema complexo: a capacidade de algumas plantas de interferir no desenvolvimento de outras, chamada alopatia. Com a ajuda da professora de Biologia, conseguiu isolar um extrato da planta leucena, uma espécie de árvore invasora que mata as outras ao redor.

Andreia pretende usar o extrato para inibir o crescimento das próprias leucenas em uma região da Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte. Lá, as leucenas estão atrapalhando a vegetação local. A pesquisa rendeu a Andreia o terceiro lugar no Prêmio Jovem Cientista. 

(Fonte: Revista Época)

 

3.    (H4) No texto 2, há um argumento do autor utilizado em defesa da escola pública em:

a)    “Remando contrária a essa maré, temos exemplos positivos que contrariam essa realidade.”

b)    “Sem cultura de pesquisa nas escolas, o país não consegue formar uma geração de cientistas.”

c)    “A grande maioria aposta na formação voltada exclusivamente para os exames vestibulares”

d)    “a falta de investimento em atividades de pesquisa se reflete também na escassez de professores de ciências”

e)    “a capacidade de algumas plantas de interferir no desenvolvimento de outras, chamada alopatia”

 

4.    (H6) Releia o trecho do 1º parágrafo:

A grande maioria aposta na formação voltada exclusivamente para os exames vestibulares e acaba preparando os alunos apenas para os tipos de provas mais comuns.”

 A expressão destacada retoma no texto

a)    os alunos

b)    os professores

c)    as escolas

d)    os cientistas

e)    as metodologias


 Analise o texto 3:


5.    (H8) Uma OPINIÃO do autor desta charge sobre a Era das Telecomunicações é

a)  A ascensão do digital na nossa vida aumentou em muitas ordens de grandeza a disponibilidade de informação.

b)    Aparentemente os livros clássicos e mesmo os jornais impressos não cativam mais tanto as pessoas. Mas veja quantas outras possibilidades surgiram.

c)  Era da Informação é um termo utilizado para se referir à realidade tecnológica como mediadora das relações humanas e das interações entre máquinas, essas últimas cada vez mais autônomas.

d)  Além da troca de informações em tempo real, um usuário tem, individualmente, a possibilidade de consultar um universo imenso de fontes de informação a um custo relativamente baixo.

e)   Um dos efeitos negativos da Era das Telecomunicações é o fato das pessoas viverem num imediatismo, querendo tudo a partir de um simples, deixando de interpretar as informações e até mesmo de avaliá-las.

Leia atentamente o texto 4:


Fonte: Fonte: Assessoria de Comunicação ACAERT c/ Revista Imprensa (01/11/2019)

6.    (H1) Compreende-se a partir das informações trazidas pelo gráfico que

a) O telejornalismo comprovou ser mais confiável dos que as redes sociais e demais aplicativos de mensagens.

b) Segundo o estudo, as mídias sociais são consideradas as fontes de notícias mais confiáveis.

c)   Veículos de notícias exclusivamente online são considerados não confiáveis por toda a população.

d)    A imprensa não conseguiu livrar-se das acusações de fake news e continuou a amargar altos níveis de desconfiança entre os consumidores de notícias.

e) Os aplicativos de mensagens foram os mais indesejados para se confiar em suas informações.

Leia o Texto 05:

RETRATO

 Eu não tinha este rosto de hoje,

assim calmo, assim triste, assim magro,

nem estes olhos tão vazios,

nem o lábio tão amargo.


Eu não tinha estas mãos sem força,

tão paradas e frias e mortas,

eu não tinha este coração

que nem se mostra.

 

Eu não dei por esta mudança,

tão simples, tão certa e fácil:

- Em que espelho ficou perdida

a minha face?"

 

(Cecília Meireles)


7. (H4) No texto 2, o sujeito eu-lírico reflete acerca de sua identidade, ou seja, como ele se reconhece no mundo. Assinale a única alternativa CORRETA acerca do poema:

a) A expressão "mãos sem força", que aparece no primeiro verso da segunda estrofe, indica um lado forte e imponente do "eu" poético diante de sua postura existencial.

b) A escolha de palavras de sentido positivo aponta para o lado emocional alegre do sujeito.

c) O tema revela uma busca da percepção de si mesmo. Antes de um simples retrato, o que se mostra é um autorretrato, por meio do qual o "eu" poético olha-se no presente, comparando-se com aquilo que foi no passado.

d) O sujeito do poema sente-se amado, forte e resiliente.

e) Todas as palavras do poema estão no sentido denotativo.

 

8.    (H6) Releia o trecho da 1ª estrofe:

“ Eu não tinha este rosto de hoje,

assim calmo, assim triste, assim magro,

nem estes olhos tão vazios,

nem o lábio tão amargo.”

As duas palavras destacadas no texto dão a noção de

a)    contrariedade

b)    conclusão

c)    explicação

d)    escolha

e)    soma de ideias


Analise o texto 6:

ENVELHECENDO COM FILHOS CADA VEZ MAIS DEPENDENTES 

Longevidade reforça geração "nem-nem" - nem estuda nem trabalha; Casais idosos retém os filhos dependentes pelo temor da solidão; Ou excesso de proteção travestida de amor; Risco é de que os novos adultos estejam despreparados para a vida; ou seja, tenham dificuldades para conquistas próprias, encarar sucesso e fracassos, etc.

Os filhos desta geração, na faixa etária entre os 18 e 35 anos, não conseguem cortar o cordão umbilical e, muito menos, deixar a casa e dependência financeira dos pais.

Um recente estudo da agência de pesquisa social da União Europeia, a Eurofound, mostrou que o percentual de pessoas entre 18 e 29 anos vivendo com os pais passou de 44% para 48% entre 2007 e 2011, enquanto os níveis de pobreza cresceram em quase toda a Europa.

Mas também no Brasil já é possível constatar o crescimento de jovens/adultos – entre 18 e 30 anos – que permanecem na casa dos pais, mesmo tendo algum emprego e autonomia financeira. Sem falar na chamada geração “nem/nem”, que nem estuda nem trabalha, mantida por fartas mesadas de pais que tiveram aumento da sua renda.

(Disponível em: https://administradores.com.br/ 13/03/2015)

9.    (H8) Uma estratégia argumentativa que ajudar a reforçar a OPINIÃO do autor sobre a falta de AUTONOMIA dos filhos está em:

a)    “Um recente estudo da agência de pesquisa social da União Europeia, a Eurofound, mostrou que o percentual de pessoas entre 18 e 29 anos vivendo com os pais passou de 44% para 48% entre 2007 e 2011, enquanto os níveis de pobreza cresceram em quase toda a Europa”

b)    “Longevidade reforça geração "nem-nem" - nem estuda nem trabalha”.

c)    “Casais idosos retém os filhos dependentes pelo temor da solidão”.

d)    “mantida por fartas mesadas de pais que tiveram aumento da sua renda.”

e)    “Os filhos desta geração, na faixa etária entre os 18 e 35 anos, não conseguem cortar o cordão umbilical”

Leia atentamente o texto 7:

FORMULA MÁGICA DA PAZ

[...]

Quantas vezes eu pensei em me jogar daqui?

Mas, aí, minha área é tudo o que eu tenho

A minha vida é aqui e eu não preciso sair

É muito fácil fugir, mas eu não vou,

Não vou trair quem eu fui, quem eu sou

Eu gosto de onde eu 'to e de onde eu vim

O ensinamento da favela foi muito bom pra mim

Cada lugar, um lugar, cada lugar uma lei,

cada lei uma razão, e eu sempre respeitei [...]

(Fonte: Racionais MC’s 1997)

10.    (H1) As letras dos Racionais MC’s fazem um discurso contra a opressão à população marginalizada nas periferias e procuram passar uma postura contra a submissão e a miséria. Compreende-se a partir do trecho da letra acima a noção de IDENTIDADE e PERTENCIMENTO, valorizando seu lugar de origem (a favela). O verso que melhor apresenta isso é:

a)    “Cada lugar, um lugar, cada lugar uma lei”

b)    “Quantas vezes eu pensei em me jogar daqui?”

c)    “cada lei uma razão, e eu sempre respeitei”

d)    “Eu gosto de onde eu tô e de onde eu vim”

e)    “É muito fácil fugir, mas eu não vou”


Curta nossa fanpage no facebook @escrevequeeuleio

e se inscreva no nosso blog professorjeanrodrigues.blogspot.com.br


GABARITO OFICIAL


1. E

2. D

3. A

4. C

5. E

6. A

7. C

8. E

9. A

10. D