sábado, 27 de julho de 2013

ATIVIDADE DE PORTUGUÊS SOBRE SEMÂNTICA

E.E.E.M.EUCLÍDES MOUZINHO DOS SANTOS
PROF.: JEAN RODRIGUES   3º ANO
ATIVIDADE DE PORTUGUÊS SOBRE SEMÂNTICA

1.   Assinale a única alternativa em que há negação do ponto de vista semântico:
a)   Eu não já lhe disse tantas vezes para andar direito, meu filho?!
b)   Você vai lá em casa hoje a noite, não vai?
c)   Ponho as mãos entre as chamas, sem queimar.
d)   Não só você, mas também seu irmão vai ter de ir à escola.
e)   –mãe, eu posso ir brincar agora?
-Olhe o dedinho!

2.   “ O MARIDO DE TEREZA DESABAFA SUA DOR, EXPIANDO A CADA DIA DE SUA EXISTÊNCIA A INSENSATEZ DE SUA ESCOLHA”
   “ ACOSTUMEI-ME A ABRIR OS OLHOS, ESPIANDO A                 EXPRESSÃO...”

Pode-se afirmar que os termos em destaque revelam uma analogia denominada de:

a)   Homonímia, porque possuem semelhança fônica, mas diferem no significado.
b)   Parônima, porque possuem semelhança gráfica, mas distingue no significado.
c)   Sentido figurado, porque assumem um sentido conotativo.
d)   Sinonímia, porque diferem na forma, mas assemelham-se na significação.
e)   Antonímia, visto que diferem tanto na forma quanto na significação.

3.   MEU PRESENTE É TER VOCÊ PRESENTE”, temos um jogo semântico que é proporcionado por:

a)   Uma polissemia ocasionada pela palavra presente que de acordo com o contexto, assume dois sentidos distintos.
b)   Uma homonímia ocasionada pela semelhança fônica e gráfica entre o substantivo presente e o adjetivo presente.
c)   Uma sinonímia perfeita entre as duas ocorrências da forma expressiva presente.
d)   Uma repetição de duas palavras com igual acepção.
e)   N.d.a

4.   Sobre a frase “ O PRIMEIRO CLONE A GENTE NUNCA ESQUECE” assinale V ou F:

(     ) estabelece relação com outro texto, parafraseando a estrutura do slogan de uma propaganda.
(     ) é original, pois não estabelece relação com nenhum outro texto.
(     ) reflete o conteúdo da frase, uma vez que não faz referência a uma segunda experiência com a clonagem animal.
A seqüência correta é:

a)   FFV b) VFF  c)FVV   d)VVF    e)VFV

5.    No ditado popular: “QUEM CASA QUER CASA”, os termos sublinhados são classificados como:

a)   Parônimos b) Sinônimos  c) Antônimos  d)Homônimos
e)Polissêmico

6.   Assinale a alternativa em que o vocábulo não apresenta um homônimo perfeito:

a)   Verão  b)Saia  c)Que   d)Mato   e)Concerto

7.    “O preço do açúcar pode estar salgado”. (jornal hoje 05/01/2006)
Com relação ao anuncio acima, analise as proposições que seguem:


I-            Temos uma relação de antonímia que dá mais ênfase ao conteúdo veiculado.
II-         A oposição entre as palavras “açúcar” e “salgado” não é admitida, pois a segunda palavra qualifica a primeira, não sendo, portanto antônimos perfeitos.
III-       Apesar de termos a relação de antonímia explicita entre “doce” e “salgado”, essa acepção contraditória está implícita.
A(s) alternativas correta(s) é (são):

a)   Apenas a I  b) Apenas a II   c) Apenas a III   d)I e II
e)II e III

HOUVE UMA SEMANA DE ACIRRADOS DEBATES NA CÂMARA. AGORA OS VEREADORES CONCLUEM SUA ANÁLISE COM A ANUÊNCIA ÀQUELE DISPOSITIVO DA LEI MUNICIPAL”.                             (VEJA, 2006)









8. A partir do trecho assinalado acima, entende-se que:

a)   A maioria dos vereadores aprovou certo dispositivo da lei municipal.
b)   Os vereadores, sem exceção, aprovaram o dispositivo da Lei municipal.
c)   Todos os vereadores reprovaram o dispositivo da Lei Municipal.
d)    A maioria absoluta dos vereadores boicotou certo dispositivo da Lei Municipal.
e)   A maioria dos vereadores concluiu sua análise com indiferença à aprovação ou não de certo dispositivo de Lei Municipal.

9.Leia o texto a baixo e marque a alternativa correta:

JORNAL DA PARAÍBA  
       “ESTUDANTE DISSE QUE SÓ FALA NA JUSTIÇA”           (04/06/03)

a)   Tem-se um caso de discurso direto que, se passado para o indireto, ficaria “ Estudante disse que só falaria na justiça
b)   A palavra “estudante” está sendo usada no sentido determinado, pois não há qualquer artigo ou pronome  indefinido para determiná-lo.
c)   O emprego do verbo “falar” está errado, pois em se tratando de uma ação projetada para o futuro, deveria ter sido usado o futuro do pretérito: “falaria
d)  Tem-se um caso de discurso indireto que, se passando para o direto, ficaria “estudante disse na justiça: falo.”

10. Com base na manchete abaixo, é correto afirmar que:

A SECA É FOGO
“PESQUISA NA AMAZÔNIA DEMONSTRA QUE TRÊS ESTIAGENS PODEM CAUSAR DANOS IRRECUPERÁVEIS À FLORESTA”.     
(JORNAL DA PARAÍBA, 2006).

a)   Houve degradação semântica que empresta um tom pejorativo ao termo “seca”.
b)   Houve uma restrição de sentido entre “seca”, pois restringe unicamente à “estiagem”.
c)   Houve ampliação de sentido porque “seca” não pode significar “falta d’água” e “estiagem”.
d)   Houve o emprego do termo “seca” “exclusivamente” em seu sentido figurado.
e)   Houve aproximação de sentidos entre “seca” e “fogo” em que evidencia o valor metafórico da manchete.

“PARA ENTRAR NA FACULDADE QUE VOCÊ ESCOLHEU NÃO FAÇA O CURSINHO. FAÇA o CURSÃO. Matricule-se já!”


11.Segundo o texto acima, podemos afirmar que:

I-            A relação “CURSINHO x CURSÃO” permite a retomada original da palavra “CURSINHO”: um pequeno curso.
II-         Além da ideia de diminuição, o uso do sufixo assume tom pejorativo, sugerindo que “CURSINHO” é um curso fraco.
III-       O sufixo em “CURSÃO” traduz a ideia de um curso organizado e eficiente.
Constata-se que pode (m) está correta (s):

a)   Todas b) Nenhuma  c)Apenas a I   d)Apenas a II e)Somente a III

12.“ O SENTIDO DO NOSSO MOVIMENTO É AQUELE QUE NÓS MESMOS LHE IMPRIMIMOS. O termo em destaque tem o mesmo emprego em:

a)   Nós imprimimos o cartaz do filme “Alice no País das Maravilhas” em todas as locadoras da cidade.
b)   A ideia que imprimimos é a da comparação entre a heroína e qualquer um de nós diante de dificuldades.
c)   Imprimimos várias senhas que vetam o acesso ao programa.
d)   Todas as folhas que imprimimos ficaram manchadas.
e)   O que imprimimos no computador foi anulado com o apagão sofrido na cidade.

13.Em: “ MEU FICANTE NÃO PARA DE ME LIGAR”. O TERMO “FICANTE” representa:

a)   Estrangeirismo, visto não ter sido incorporado nos dicionários mais recentes.
b)   Onomatopéia, porque foi criada levando em conta os sons naturais.
c)   Gíria, porque tem vida curta e já não comunica nada entre as gerações mais novas.
d)   Arcaísmo, por ter sido criado de gerações mais velhas.
e)   Neologismo, por ter sido criado a partir do verbo “ficar” na linguagem comum entre jovens.

14.Veja os enunciados em destaque:

A DIFERENÇA NÃO É ONDE VOCÊ NAVEGA.
É COM QUEM VOCÊ NAVEGA!
O termo em que uniria em um único período, dando-lhes sentido adversativo, é:
a)   Portanto  b)Quando  c)Todavia  d)Comumente
e)Especificamente

15.Com base nos percentuais correspondentes à pergunta da enquete, é correto afirmar que:
ENQUETE:
Qual é o seu programa preferido?

3150 Ratinho...................................................28, 33%
2450 Altas Horas..............................................22,04%
1994 Domingo Legal........................................17,94%
1330 Hebe........................................................11,94%
1243 Silvio Santos............................................11,18%
404 Faustão......................................................3,63%
192 Mais Você..................................................1,73%
153 Fábio Junior...............................................1,39%
146 Raul Gil.......................................................1,31%
55 FESTA DO MALANDRO.......................................0,49%
a)   As emissoras SBT e GLOBO  tem seus programas com o mesmo índice de audiência.
b)   A população brasileira prefere os programas pela RECORD e BAND.
c)   Os programas exibidos pelo SBT tem tido uma audiência maior de telespectadores.
d)   Os programa exibidos pela REDE GLOBO tem sido mais procurados pelos “ telecontrolados”.
e)   Os programas de entrevistas tem se tornado a atração principal dos telespectadores brasileiros.

16.Assinale a alternativa correta, fazendo uma leitura morfo-sintática-semâtica do fragmento seguinte:
O MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE DIMINUIU EM 86%OS INCÊNDIOS FLORESTAIS DO BRASIL. E AUMENTOU SIGNIFICATIVAMENTE OS ANOS DE VIDA DE NOSSOS PULMÕES.
a)   Não há nenhuma relação de sentido entre “incêndio florestal” e a “vida dos nossos pulmões”.
b)   Há uma inadequação de concordância em relação ao verbo “aumentar”.
c)   Há um equívoco no emprego da conjunção aditiva, depois do sinal de pontuação.
d)   Toda a construção textual apresenta problemas que ferem a norma culta.
e)   Há um jogo de oposições que valoriza a mensagem do texto.

17.A relação de sentido estabelecida para o termo “energia” na propaganda abaixo é denominada de:

NÃO DEIXE FALTAR ENERGIA NA SUA CASA.
LEIA BONS FLUIDOS.

a)   Paronímia, visto que apresenta um termo parecido com significados diferentes.
b)   Homonímia perfeita, porque se refere a um termo igual com significados diferentes.
c)   Sinonímia, porque faz uma referencia a um termo diferente com significados iguais.
d)   Antonímia, uma vez que emprega um termo com significados opostos.
e)   Polissemia, pois trata de um termo com a propriedade de assumir vários significados no contexto.

18.Leia as proposições sobre o texto a seguir e Assinale a alternativa correta:

NEM TODOS ESTÃO PREOCUPADOS COM A RECEITA DO SUCESSO, TEM GENTE APENAS PENSANDO NO SUCESSO DA RECEITA

I-            O slogan da revista confunde a interpretação da propaganda.
II-         A inversão dos termos “a receita do sucesso” por  “o sucesso da receita” altera o plano sintático.
III-       O verbo “ter” equivalendo ao verbo “haver” foi usado de acordo com a norma culta.
a)   I  b)II   c)III       d)I e II       e)II e III

19.
CUIDADO: NÃO DÊ SINAL VERDE PARA UM CHEQUE EM BRANCO. SUA CONTA PODE ACABAR NO VERMELHO.

AS MOÇAS DE PEIXES QUE SE CASAM COM RAPAZES DE AQUÁRIO DIFICILMENTE MORREM AFOGADAS.
(Jô Soares, 1995)
Com relação aos dois fragmentos, pode-se afirmar que:

a)   A criatividade supera a informatividade, por isso, os textos, apesar de comum, enfatizam o caráter humorístico.
b)   A informatividade supera a criatividade, por isso, os textos acrescentam ideias às que já conhecemos.
c)   A reunião de ideias de sentidos diferentes torna os textos incoerentes, sem nexo.
d)   Não há criatividade nem informatividade, pois os textos não dizem nada de novo, nem engraçado.
e)   Os fragmentos inconsistentes nas proposições permitem que os textos sejam escritos, mas não compreendidos.



ATIVIDADE DE PORTUGUÊS SOBRE COESÃO E COERÊNCIA TEXTUAIS

   ATIVIDADE DE PORTUGUÊS SOBRE COESÃO E COERÊNCIA  TEXTUAIS


E.E.E.M EUCLÍDES MUOZINHO DOS SANTOS
PROF.: JEAN RODRIGUES    3º ANO


EXERCÍCIOS EM SALA

01.   Abaixo, apresentamos alguns segmentos de discurso separados por ponto final. Retire o ponto final e estabeleça entre eles o tipo de relação que lhe parecer compatível, usando para isso os elementos de coesão adequados.

a)    O solo do nordeste é muito seco e aparentemente árido. Quando caem as chuvas, imediatamente brota a vegetação.
b)    Uma seca desoladora assolou a região sul, principal celeiro do país. Vai faltar alimento e os preços vão disparar.
c)    O trânsito em São Paulo ficou completamente paralisado dia 15, das 14 às 18 horas. Fortíssimas chuvas inundaram a cidade.


02.   No texto a seguir há um trecho que, se tomado literalmente (ao pé da letra), leva uma interpretação absurda.

"Um cadáver morto foi encontrado boiando em canal."
(Folha de S. Paulo, 2 nov. 1990.)

a)    Identifique o trecho problemático.
b)    Diga qual a interpretação absurda que se pode extrair desse trecho.
c)    Qual a interpretação pretendida pelo autor?
d)    Reescreva o trecho de forma que deixe explícita tal interpretação.


03.   Estabeleça a coesão do texto abaixo, valendo-se de expressões que substituam o excesso do emprego da palavra "golfinho". Utilize expressões que, mesmo não-oficiais, possam servir como substitutas.

"O golfinho nada velozmente e sai da água em grandes saltos fazendo acrobacias. É mamífero e, como todos os mamíferos, só respira fora da água. O golfinho vive em grupos e comunica-se com outros golfinhos através de gritos estranhos que são ouvidos a quilômetros de distância. É assim que  golfinho pede ajuda quando está em perigo ou avisa os golfinhos onde há comida. O golfinho aprende facilmente os truques que o homem ensina e é por isso que muitos golfinhos são aprisionados, treinados e exibidos em espetáculos em todo o mundo."  Revista Ciência Hoje.


05. Leia o texto abaixo e responda às questões A e B.

Em Salvador, as gangues dos meninos de ruaque roubam e auxiliam traficantes para andar com roupa e tênis da moda – sabem que esse guarda-roupa não combina com a imundície dos locais onde dormem, chamados mocós em quase todo o país.
Contornam a dificuldade de banho nos chafarizes das praças ou se valem da boa vontade de grupos religiosos e donos de lanchonetes que os deixam usar os chuveiros.
Limpos, fortes e bem vestidos, não passam, porém, por garotos de classe média, como pretendem. São traídos por visíveis erupções de pele no rosto e nos braços, provocadas por constantes intoxicações. É esse o resultado da inalação da cola de sapateiro, do consumo de drogas mais pesadas e da alimentação suspeita que obtêm nas ruas.

Jornal O Estado de São Paulo. Mar 1992. In: FARACO & MOURA. Linguagem nova. São Paulo: Ática. V. 8, p. 53.

A)   Indique as expressões do texto a que se referem os seguintes mecanismos de coesão:
a)            que (linha 01)
b)            esse guarda-roupa (linha 02)
c)            onde (linha 02)
d)            os (os deixam/ linha 05)

B)   Explicite o tipo de relação sintático-semântica que se estabelece no texto pelos seguintes itens lingüísticos:

a)            para (linha 01)
b)            porém (linha 06)

06. Leia o texto abaixo:
O QUE É SER GENTE DIREITA?

            Dificilmente alguém será aclamado direito por todos os seres humanos, pois cada um pensa de uma maneira e tem uma concepção formada do que é certo ou errado.
            A pessoa ser considerada direita pelos outros é muito relativo; por exemplo: se você roubasse algum bem de valor e desse a seu pai, você poderia ser considerado um bom filho; todavia, perante a sociedade, essa pessoa seria um ladrão.
            Gente direita é alguém que diante do seu modo de pensar, da sua maneira de agir, de sua criação, do lugar em que habita, tem na sua consciência que aquilo que está fazendo é certo.

(Texto da aluna Ana Raquel Sá da Nóbrega, matrícula 94110750, turma 2560)

            Destaque do texto uma passagem em que a conjunção indique as relações lógico-semânticas de:

a) causa:
b) condição:
c) adição:
d) oposição:

07. Leia o texto antes de resolver as questões propostas.

PODERÍAMOS VIVER SEM CHUVA

            À primeira vista, parece que a chuva devia cair sempre à noite, porque é precisamente quando mais benefícios traz e menos prejudica nossos afazeres e divertimentos; mas quer ela cais em dias de festa ou de noite, enquanto dormimos tranqüilamente, a chuva é sempre necessária.
            Seus efeitos consistem em penetrar na terra e ser absorvida pelas raízes das plantas, que dela necessitam para viver. Se não houvesse chuva, a vida seria possível no mar. Nas regiões onde nãochuva, nãotambém vida, e noutras onde a chuva escasseia ou cai certas estações do ano, as populações esperam-na e desejam-na, e atécostume de elevar preces ao céu para que a envie em tempo próprio.
            Devemos ver na chuva, por conseqüência, um agente que limpa e purifica o ar, alimenta a vida vegetal, da qual depende a nossa e nos fornece a água de que necessitamos durante todo o ano, nas regiões onde chove bastante.

A) Indique a expressão a que se referem os seguintes itens linguísticos:

a) seus (linha 04)
b) dela (linha 04)
c) onde (linha 05)
d) na (linha 07)
e) da qual (linha 10)

B) Identifique as relações de sentido que se estabelecem no texto através dos seguintes conectivos.

a) porque (linha 01)
b) enquanto (linha 03)
c) mas (linha 02)
d) para que (linha 07)
e) e (linha 10)

08. Reúna os segmentos de cada item, subordinando a segunda sentença à palavra sublinhada na primeira.

a) A chuva é necessária em todas as regiões do planeta, embora muitas pessoas não tenham consciência disso. A chuva é fonte de vida.
b) O lavrador reconhece o valor da chuva e do sol para a plantação. Seu ofício depende dos recursos naturais e requer paciência e habilidade.
c) A terra é rica, embora não reconheçamos seu valor. Extraímos nosso alimento da terra.
d) Na cidade, as pessoas esquecem que a harmonia do planeta depende do equilíbrio entre os dias de sol e os dias de chuva. não se tem noção da origem dos gêneros alimentícios.

09. No texto seguinte, há impropriedade quanto ao uso do pronome relativo. Reescreva-o com a correção que se faz necessária.

            A festa em homenagem ao centenário da cidade cuja eu nasci durou três dias. As atividades que abrilhantaram o evento realizaram-se na colina onde se originou a primeira vila em que deu início à cidade. O ponto alto das solenidades foi o momento onde as crianças encenaram, representando os fundadores da cidade.

10. Nas questões seguintes, apresentamos alguns segmentos de discurso separados por ponto final. Retire o ponto final e estabeleça entre eles o tipo de relação indicado entre parênteses, usando para isso os elementos de coesão adequados e fazendo as alterações necessárias.

a)    O homem alcançará a satisfação de suas necessidades. O homem viver em sociedade. (condição)
b)    Os seres humanos vivem em sociedade. Eles necessitam de apoio material, espiritual e psicológico. (causa)
c)    A sociedade deve ser organizada com justiça. Todas as pessoas possam satisfazer suas necessidades. (finalidade)
d)    Uma pessoa poderia ter condições materiais para viver isolada. Ela poderia sentir falta de companhia. (oposição)

11.  Na frase: O Brasil é um país subdesenvolvido. Dessa forma, não tem muito prestígio. Qual palavra ou expressão coesiva dá sequenciação a este enunciado:
a)    É
b)    Não tem muito prestigio
c)    Dessa forma
d)    País
e)    O Brasil

12.  Na frase: Sou coletivo. Tenho o mundo dentro de mim. O elemento coesivo que melhor uniria estas duas orações é:
a)    E
b)    Afinal
c)    Entretanto
d)    Ou
e)    Ainda que

13.   Qual enunciado abaixo apresenta não incoerência textual e semântica:
a)    Não estudou nada, portanto não passou na prova.
b)    A ratoeira pegou 3 ratos: dois à noite, um na madrugada e mais hoje cedo.
c)    Hoje em dia, a violência está muito grande no mundo.
d)    Ganhei um picolé grátis por 2 reais.
e)      Joana pegou o ônibus correndo.

14.   Qual frase abaixo não apresenta ambigüidade
a)      Peguei o ônibus correndo.
b)      Família muda.
c)       O cachorro do seu pai fugiu com a cachorra da minha mulher.
d)      Vi o incêndio da casa.
e)      Maria pediu para João sair.
15.  Qual seria a incoerência no texto abaixo?

Cada um tem seu modo de ser: eu, por exemplo, detesto solidão, por isso, procuro sempre estar em lugares com bastante silêncio, ou seja, sem ninguém para interferir no meu constante pensar na vida.