quinta-feira, 13 de agosto de 2015

ARTIGO DE OPINIÃO SOBRE REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

FALTA DE NÃO TER O QUE FAZER

            A Maioridade Penal, tema discutido várias vezes na câmara, teve sua aprovação, reduzindo assim 18 para 16 anos a idade penal para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. Sou contra essa redução, porque defendo os direitos da criança e do adolescente.
            Vejamos que a situação do país está cada vez mais precária devido a séries de fatores constitucionais. Não é justo o Brasil desandar e a culpa vir diretamente para o "menor". Ninguém nasce sabendo matar, isso se aprende por falta de não ter o que fazer. Um ótimo modelo de nação é a China, uma grande potência, com milhares de habitantes e, mesmo assim, a educação fica em primeiro lugar. Lá não se perde tempo construindo prisões.
            Eles apostam mais nas escolas, em entretenimento, lazer para as crianças, tornando os seus dias mais divertidos, pois todos têm o direto de estudar. Já o Brasil, país onde a desigualdade reina, onde as leis são mais favoráveis aos ricos, só pesa mais para o lado dos pobres e negros. Acredito que não iria adiantar muito, aliás, só aumentaria a revolta dos cidadãos.
            Por fim, uma proposta de incentivo escolar é uma forte aliada para combater o "mundo do crime", pois o futuro pertence às crianças, e os educando corretamente, não terão tempo para essas aventuras criminais, pois a reeducação irá lhes abrir portas para um novo horizonte.


(Bruna Fernandes, 3º ano, E.E.E.M.Euclídes Mouzinho dos Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário