sexta-feira, 27 de maio de 2016

Notícia a partir do conto "O homem nu" de Fernando Sabino


HOMEM É PEGO NU EM RESIDENCIAL

Isso aconteceu na manhã de hoje, 02 de maio de 2016, por volta das 7:30 da manhã. Um homem conhecido apenas como João saiu pelado para pegar o pão em frente ao seu apartamento, mas a porta fechou-se e naquele momento começou toda a confusão.

João, 40 anos, foi flagrado nu à porta de seu apartamento. Diante do fato, todos os moradores do prédio se dizem indignados com o acontecido. A moradora do apartamento ao lado, dona Lúcia, falou o que viu: “Quando eu o vi nu, pensei que era o padeiro que estava pelado, pois estava com um embrulho de pão cobrindo suas partes íntimas, foi quando os moradores também o viram. Isso foi completamente inconveniente”, concluiu a senhora. O culpado de toda confusão pediu desculpas pelo acontecido e se disse arrependido. Segundo ele, isso tudo aconteceu por causa da dívida de uma TV.

                                                                 
                              (Lívia dos Santos Souza, aluna do 2º ano, ensino médio, Algodão de Jandaíra-PB)

GÊNERO TEXTUAL POEMA



O SÍTIO DE ALAN

Laranja, pera, e maçã
Frutas boas da molesta
Como tudo sem ter pressa,
No sítio do Alan.

Vou lá no meu fusca,
Com Deus no coração,
Pois só Ele me dá a proteção,
E nossa senhora é justa.

João tão grandão,
Maria, tão pequenina,
Brincando no pé mamão,
Lembrando quando era menina.

Tão feliz parecia,
Tô até me tremendo,
O que está acontecendo?
Estou com uma agonia?

Vou andar de carroça,
Um aperto no peito,
Acho que tô de mal jeito,
Mas amo minha vida na roça.

A comida é com capricho,
Agradeço a meu Deus,
Por tudo que me deu,
Só ele me dá tudo isso.

Ôh vida arretada!
Acordar cedo de manhã,
Pra ir lá no Alan,
Que felicidade danada.

Agora vou fazer um cuscuz,
Desejo a todos um abraço,
Chegue, abra os seus braços
Que a vida nos conduz.


(Maria Amanda dos Santos Costa, aluna do 1º ano do ensino médio, Algodão de Jandaíra-PB)

segunda-feira, 2 de maio de 2016

ARTIGO DE OPINIÃO SOBRE "TRABALHO ESCRAVO NA ATUALIDADE"



Todo ser humano tem seu valor



Sabemos que todo e qualquer serviço que oprime o trabalhador de sua liberdade é considerado trabalho escravo. Mas, o que mais preocupa é dizerem que o tempo da escravidão já acabou. Será que na atualidade não é encontrada pessoas sendo obrigadas a fazer esse tipo de trabalho? É inaceitável esse tipo de crime ainda insistir em perdurar em nosso meio.

Em primeiro lugar, quando ouvimos falar "escravidão" no nosso pensamento vem logo pessoas de cor negra, pobres de origem africana, que eram comercializadas como animais. Porém, na atualidade esses acontecimentos não são diferentes, ainda infelizmente existem sim trabalho escravo no Brasil.

Em segundo lugar, de acordo com organizações internacional não-governamentais (ONGs), ligada à Organização Internacional do Trabalho (OIT), nos dias atuais cerca de 200 mil trabalhadores vivem em regime de escravidão no Brasil. Um número alarmante para um país que diz que já aboliu totalmente o trabalho escravo.

Tenho para mim que os casos de trabalho escravo acontecem principalmente com famílias de baixa renda, que não têm oportunidade de trabalhar de forma digna com todos os seus direitos assegurados.

Enfim, para acabar de vez com os trabalhos irregulares, o governo teria que fiscalizar mais os locais onde esse tipo de desumanidade é mais frequente. Além disso, disponibilizar oportunidades de empregos principalmente para famílias mais carentes, para que não precisem se ser vítimas de tais crimes contra a humanidade.
 

(Robéria Silva Santos, aluna do 3º ano da E.E.E.M. Euclídes Mouzinho dos Santos, Algodão de jandaíra-PB).