quinta-feira, 13 de julho de 2017

ATIVIDADE SOBRE A OBRA "AUTO DA COMPADECIDA" E "SUBSTANTIVO" - AVALIAÇÃO PARA O 6º ANO


Leia o texto abaixo para responder o que se pede:







JOÃO GRILO: Como vai a senhora? Já está mais consolada?
MULHER: Como, se além de perder meu cachorro, ainda tive de gastar treze contos para ele se enterrar?
JOÃO GRILO: Está aí, o dinheiro?
MULHER: Está. Entregue ao padre e ao sacristão.
JOÃO GRILO: Um momento. O que é que tem escrito aqui?
MULHER: Sacristão.
JOÃO GRILO: E aqui?
MULHER: Padre.
JOÃO GRILO: Pois por favor, escreva aqui “bispo e padre”.
MULHER: Bispo e padre? Por quê?
JOÃO GRILO: Porque houve aqui um pequeno arranjo e o bispo também teve que entrar no testamento.
MULHER: Que complicação! E se ao menos eu lucrasse alguma coisa... Mas perdi foi meu cachorro.
JOÃO GRILO: Quem não tem cão caça com gato.
MULHER: Hem?
JOÃO GRILO: Quem não tem cão caça com gato e eu arranjei um gato que é uma beleza para a senhora.
MULHER: Um gato?
JOÃO GRILO: Um gato.
MULHER: E é bonito?
JOÃO GRILO: Uma beleza.
MULHER: Ai, João, traga para eu ver! Chega a me dar uma agonia. Traga, João, já estou gostando do bichinho. Gente, não, é povo que não tolero, mas bicho dá gosto.
JOÃO GRILO: Pois então vou buscá-lo.
MULHER: Espere. Sabe do que mais, João? Não vá buscar o gato que isso só me traz aborrecimento e despesa. Não viu o que aconteceu com o cachorro? Terminei tendo que fazer o testamento.
JOÃO GRILO: Ah, mas aquilo é porque foi o cachorro. Com meu gato é diferente...
MULHER: Diferente por quê?
JOÃO GRILO: Porque, em vez de dar despesa, esse gato dá lucro.
MULHER: Fora vaca, cavalo e criação, bicho que dá lucro não existe.
JOÃO GRILO: Não existe, sei não... Eu fico meio encabulado de dizer!
MULHER: Que é isso, João, você está em casa! Diga!
JOÃO GRILO: É que o gato que eu lhe trouxe, descome dinheiro.
MULHER: Descome dinheiro?
JOÃO GRILO: Descome, sim.
MULHER: Essa eu só acredito vendo.
JOÃO GRILO: Pois vai ver. Chicó!
MULHER: Ah, e é história de Chicó? Logo vi.
JOÃO GRILO: Nada de história de Chicó, mas foi ele quem guardou o bicho. Chicó!
CHICÓ, entrando com o gato. Tome seu gato. Eu não tenho nada com isso. João dá-lhe uma cotovelada e apresenta o gato à mulher.
JOÃO GRILO: Está aí o gato.
MULHER: E daí?
JOÃO GRILO: É só tirar o dinheiro.
MULHER: Pois tire.
JOÃO GRILO virando o gato para Chicó, com o rabo levantado. Tire aí, Chicó.
CHICÓ: Eu não, tire você.
JOÃO GRILO: Deixe de luxo, Chicó, em ciência tudo é natural.
CHICÓ: Pois se é natural, tire.
JOÃO GRILO: Então tiro. (Passa a mão no traseiro do gato e tira uma prata de cinco tostões.) Está aí, cinco tostões que o gato lhe dá de presente.
MULHER: Muito obrigada, mas se você não se zanga quero ver de novo.
JOÃO GRILO: De novo?
MULHER: Vi você passar a mão e sair com o dinheiro mas agora quero ver é o parto.
JOÃO GRILO: O parto?
MULHER: Sim, quero ver o dinheiro sair do gato.
JOÃO GRILO: Pois então veja
MULHER, depois da nova retirada.
Nossa Senhora, é mesmo. João, me arranje esse gato pelo amor de Deus.
JOÃO GRILO: Arranjar é fácil, agora, pelo amor de Deus é que não pode ser, porque sai muito barato. Amor de Deus é coisa que eu tenho, dê ou não lhe dê o gato.
MULHER: Quer dizer que não tem jeito de eu arranjar esse gato?
JOÃO GRILO: De modo nenhum, há um jeito e é até fácil.
MULHER: Pois diga qual é, João.
JOÃO GRILO: Deixe eu entrar no testamento do cachorro.
MULHER: Pois você entra. Por quanto vende o gato?
JOÃO GRILO: Um conto, está bom?
MULHER: Esta não, está caro.
JOÃO GRILO: Mas por um gato que descome dinheiro!
MULHER: Já fiz a conta, vou levar dois mil dias só para tirar o preço.
JOÃO GRILO: Mas ele descome mais de uma vez por dia, a senhora não viu?
MULHER: Mas ele pode morrer. Só dou quinhentos e se você não aceitar será demitido da padaria.
JOÃO GRILO: Está certo, fica pelos quinhentos.
MULHER: Tome lá. Passe o gato, Chicó. Meu Deus, que gatinho lindo! Agora a coisa é outra, tenho um filho de novo e vou tirar o prejuízo.
Sai contentíssima.
CHICÓ: João, adeus. Eu vou-me embora.
JOÃO GRILO: Nada disso, tome lá a metade do dinheiro e deixe de ser mole.
CHICÓ: Homem, eu não tenho coragem de continuar sempre, é melhor fugir logo, enquanto tudo está em paz.
JOÃO GRILO: Não adianta, Chicó, você já entrou na história e agora é tarde porque a mulher descobre já.
Quantas pratas você conseguiu meter?
CHICÓ: Três!
JOÃO GRILO: Então o negócio estoura já.

(Ariano Suassuna – Auto da Compadecida)

1.    Após a leitura do texto, responda corretamente:

a)    Quantos personagens participam desse diálogo que você acabou de ler?


b)    O que aconteceu com o cachorro da Mulher para ela dizer que o perdeu e teve despesas?


c)    Qual a intenção de João Grilo ao dizer a Mulher que arranjou um gato que descomia dinheiro?


d)    O que Chicó fez com o gato antes de trazê-lo para a mulher?


e)    Por que Chicó não aceita a parte do dinheiro dele na venda do gato?


2.    Ainda sobre o mesmo texto, responda:

a)    Que título você daria a essa cena que acabou de ler?

b)    Em algum momento está cena apresenta a voz de um narrador? Caso sim, mostre um exemplo.

c)    Por que a mulher pensa um pouco e desiste de mandar João Grilo trazer o gato?

d)    Por que João Grilo dá uma cotovelada em Chicó?

e)    O que João Grilo fez com a Mulher pode ser considerada uma atitude certa ou errada?


3.    Retire do texto o que se pede:


a)    Duas palavras que nomeia seres humanos;


b)    Duas palavras que nomeia animais;


c)    Duas palavras que nomeia sentimentos;


d)    Duas palavras que nomeia objetos;


e)    Duas palavras que nomeia cargos da Igreja Católica.

4.    Indique o plural das palavras abaixo:

a) mulher __________________________
b) Homem _________________________
c) fácil      __________________________
d) negócio _________________________
e) sacristão _________________________


5.    Coloque V para verdadeiro e F para falso nos parentes abaixo:

(   ) O livro Auto da Compadecida apresenta uma história muito engraçada que se passa no nordeste brasileiro.
(  ) O filme O auto da Compadecida apresenta cenas diferentes das que estão no livro “Auto da Compadecida”.
(    ) O autor Ariano Suassuna era formado em Engenharia civil.
(    ) No livro, a história é apresentada por um palhaço.
(    ) No julgamento final, João Grilo é o único que não vai para o inferno. Todos os outros personagens são levados pelo diabo.


6.    Marque a ÚNICA alternativa que contém um SUBSTANTIVO ABSTRATO:

a)    Gato
b)    Dinheiro
c)    Aborrecimento
d)    Chicó
e)    Mulher

7.    Leia novamente o trecho em destaque e marque a ÚNICA alternativa CORRETA:

MULHER: Traga, João, já estou gostando do bichinho...

a)    A palavra em destaque é um substantivo composto.
b)    A palavra em destaque está no diminutivo, porque indica que a mulher está com tom desprezo com o animal.
c)    A palavra em destaque refere-se ao cachorro da mulher.
d)    A palavra em destaque está no diminutivo para indicar um tom carinhoso ao se referir ao animal.
e)    Se esta palavra em destaque estivesse no grau aumentativo seria “bicharrão”.

8.    Marque a ÚNICA palavra que é do gênero FEMININO:

a)    Prejuízo  
b) Negócio  
c) Nenhum 
d) Povo 
e) Coragem

9. Marque a ÚNICA palavra que indica O COLETIVO DE CACHORRO:

a) flora
b) matilha
c) cardume
d) vara

e) Penca                                                                                  “Feliz é aquele que não é triste” (Tiririca)                          
10. Releia o trecho  abaixo e assinale a única alternativa CORRETA:

JOÃO GRILO: Então tiro. (Passa a mão no traseiro do gato e tira uma prata de cinco tostões.) Está aí, cinco tostões que o gato lhe dá de presente.

a) O trecho destacado indica voz do narrador do texto. 
b) O sinal de travessão foi usado para indicar um comentário feito por Chicó.
c) O texto destacado expressa o quanto João Grilo gostava do gato.
d) O trecho destacado indica a voz de Ariano Suassuna. 
e) O texto entre parênteses indica um esclarecimento para o leitor, feito por João Grilo. 

RESPOSTAS DAS QUESTÕES OBJETIVAS:

5. V V F V F
6. C
7. D
8. E
9. B
10. A

Nenhum comentário:

Postar um comentário