Quem sou eu

Minha foto
Remígio-PB, Paraíba, Brazil
Mestre em Letras pela UEPB e professor de Língua Portuguesa dos ensinos fundamental e médio. Meu interesse com esse espaço é poder divulgar e compartilhar com todas e todos minhas atividades escolares e questões objetivas de português para estudos voltados para concursos públicos e o ENEM.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

EXERCÍCIO SOBRE FUNÇÕES DO QUE e SE (EXPLICAÇÃO E QUESTÕES)



 VALORES E FUNÇÕES DO “QUE”



De acordo com o contexto em que se encontra, a palavra “que” apresenta diversos valores morfológicos e diversas funções sintáticas.

Morfologicamente o QUE pode ser:

a)    SUBSTANTIVO = sempre que vier alguma palavra determinante (artigo, numeral, pronomes...)à frente do “que”.

EX: Ela tem um quê diferente.

b)    INTERJEIÇÃO = expressa sentimento ou emoção. É sempre seguida de um ponto de exclamação e acentuada.

EX: Quê! Mais uma vez perdi a minha chance?!

c)    ADVÉRBIO = intensifica a ideia expressa por um adjetivo ou por um advérbio; equivale a “quão” ou “quanto”. 

EX: Que longe ficava o posto da cidade.

d)    PREPOSIÇÃO = equivale a preposição “de”. Normalmente  liga os verbos das locuções verbais formadas pelos verbos auxiliares “TER” ou “HAVER”. 

EX: Na votação de hoje, tem que haver unidade parlamentar.

e)    CONJUNÇÃO = liga orações e é classificada de acordo com a oração por ela introduzida:

·Conjunção integrante = liga orações dependentes. Uma integra o sentido da anterior.  

Ex: Eu acho que os duendes não existem.

·Conjunção aditiva = equivale a conjunção “e”.Virá sempre entre palavras repetidas. 

EX: A voz do sino tocava que tocava, a chamar os fieis.

·Conjunção causal = equivale a conjunção causal “porque” ou “pois”. 

EX: Levou o agasalho, que podia esfriar.

·Conjunção consecutiva = indica a conseqüência de algum fato. 

EX: O trânsito estava tão ruim que nos atrasamos

f)     PRONOME ADJETIVO = acompanha um substantivo, modificando-o. Vem sempre no inicio da frase. 

Ex: Que temperamento explosivo ela possui.

g)    PRONOME RELATIVO = substitui um termo expresso antes na oração. Pode ser substituído por (o qual, a qual, os quais, as quais). 

EX: Amor é fogo que arde sem se ver.

h)    PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE = emprega-se como ênfase ou realce, podendo ser dispensada, sem alterar o sentido da frase.

EX: Diga-me qual que é o endereço da locadora.



VALORES E FUNÇÕES DO “SE”

Dependendo do contexto, o “se” também pode variar de classe morfológica e função sintática.

Morfologicamente o “SE” pode ser:

a)    SUBSTANTIVO = quando vier antecedida por alguma palavra determinante (artigo, numeral, pronomes...)à frente do “se”. 

EX: O se é a palavra que estudaremos agora.

b)    CONJUNÇÃO CONDICIONAL = quando indicar condição, podendo ser substituída por “caso”. 

EX: Se você não quer trabalhar, diga logo!

c)    CONJUNÇÃO INTEGRANTE = liga orações dependentes. Uma integra o sentido da anterior.  

Ex: Pergunte se seu irmão quer vender a moto.

d)    PARTÍCULA INTEGRANTE DO VERBO = une verbos essencialmente pronominais, que exprimem sentimento ou mudança de estado (queixar-se, arrepender-se...) 

EX: Ana lamentava-se sem motivo.

e)    PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE = liga-se a verbos intransitivos, em geral para realçar o sujeito. Podendo ser dispensada, sem alterar o sentido da frase. 

EX: Sorriu-se meio misterioso.

f)     PARTÍCULA OU PRONOME APASSIVADOR = forma-se a voz passiva sintética ou pronominal que é composta por verbo transitivo direto ou transitivo direto ou indireto, 3ª pessoa. 

EX: Construíram-se mais escolas no nosso país.

g)    PRONOME REFLEXIVO = forma a voz reflexa. O sujeito prática e comete a ação verbal ao mesmo tempo. 

EX: A moça cortou-se com a faca.


FUNÇÕES SINTÁTICAS DA PALAVRA “SE”

a)    SUJEITO INFINITIVO = funciona como sujeito de um verbo no infinitivo. 

EX: Raquel deixou-se iludir com aquelas palavras.

b)    OBJETO DIRETO = acompanha um verbo transitivo direto. 

EX: O cão sacudiu-se  todo molhado.

c)    OBJETO INDIRETO = ocorre com verbo transitivo direto e indireto. 

EX: Maria dava-se o direito de empurrar.

d)    ÍNDICE DE INDETERMINAÇÃO DO SUJEITO = é uma forma de tornar o sujeito indefinido. Acompanha um verbo intransitivo ou transitivo indireto, que fica sempre na terceira pessoa do singular. 

EX: Acredita-se na educação deste país.

 EXERCÍCIOS



1-   No trecho: Então devemos aproveitar essa data para relembrar ‘que’ a poesia está em todos nós”.

A palavra em destaque tem a função morfológica do mesmo tipo em:

a)   Faça o que bem desejar da sua vida.
b)   Mostre-nos a verdade que queremos.
c)   Tenho que treinar muito para ser campeão.
d)   Espero que nossas conversas não tenham sido em vão.
e)   Que bom! Você compareceu ao nosso encontro.

2-   Em: “ Assim provarás que tens firmeza de atitude!

A palavra “que” é:

a)   Pronome indefinido
b)   Conjunção integrante
c)   Conjunção explicativa
d)   Conjunção consecutiva
e)   Pronome relativo

3-   No período: “ AS LARANJAS QUE COMPREI ESTAVAM MADURAS” a partícula “que” funciona como______________e sintaticamente como________________.

a)   Pronome relativo/Objeto indireto.
b)   Conjunção integrante/Objeto indireto.
c)   Pronome relativo/Objeto direto.
d)   Substantivo/sujeito.
e)   Pronome indefinido/sujeito.

4-    
“É da história do mundo que as elites nunca introduziram mudanças que favorecessem a sociedade como um todo. Estaríamos nos enganado se achássemos que estas lideranças empresariais teriam movimentação para fazer as distribuições de renda que uma nação equilibrada precisa ter”.

Assinale a alternativa que contém a relação correta em relação às funções do “que”.

a)   Pronome relativo/conjunção integrante/ pronome relativo/conjunção integrante.
b)   conjunção integrante/pronome relativo/pronome relativo/ conjunção integrante.
c)   Pronome relativo/pronome relativo/ conjunção integrante/pronome relativo.
d)   conjunção integrante/pronome relativo/ conjunção integrante/pronome relativo.
e)   conjunção integrante/ conjunção integrante / conjunção integrante /pronome relativo.

5-    
“Acho que agora estamos sendo observados!”

Com relação ao “que” presente no quadro, podemos afirmar que tem a mesma caracterização morfológica da palavra destacada em:

a)   Tenho que fazer uma boa prova senão estou eliminado do concurso.
b)   Faz o que achar melhor, não se esqueça da Ana naquele lugar.
c)   Em contrapartida os estudiosos que pesquisam na área da linguística apontam essas ocorrências.
d)   Que legal! Você achou seu cachorrinho!
e)   Analisem bem as questões. Espero que todos se saiam bem!

6. Leia a manchete abaixo e analise a palavra "que" em destaque:

Perlla diz que foi Deus quem mandou ela voltar para o funk


A palavra "que" funciona nessa manchete como:

a) uma conjunção comparativa, estabelecendo uma comparação.
b) uma conjunção integrante, caracterizando uma oração subordinada substantiva.
c) um pronome relativo, retomando a palavra "PERLA".
d) um pronome relativo, retomando a palavra "FUNK".
e) uma conjunção causal, podendo ser substituída por "POIS".  

7. Observe o texto abaixo retirado de uma rede social e assinale a única alternativa CORRETA sobre a função palavra "QUE" presente:



a) Trata-se de uma interjeição, devido o acompanhamento do sinal de exclamação.
b) Funciona como um adjetivo, já que acompanha a palavra adjetiva "legal".
c) Estabelece uma relação de subordinação, portanto é uma conjunção integrante.
d) Tem valor de um advérbio, pois intensifica o sentido da palavra "legal". 
e) É uma partícula expletiva, podendo ser retirada da frase, sem prejuízo nenhum a seu significado. 


8. “A ‘faculdade’ que vocês precisam adquirir é a da criação, da criatividade, da geração de conhecimento, e não a da erudição, do academicismo ou a da decoreba QUE SE alastra pelo país”. (Kanitz. Veja, 21/02107)

I. O termo “que” — destacado — introduz uma oração subordinada adjetiva.

II. O termo “se” tem a mesma classificação que em:
“(...) Isso SE seus professores ensinarem o que há de mais novo em sua especialidade, o que nem sempre acontece(...)” (Veja, 21/02/07)

III. Há na passagem um teor crítico aos acadêmicos, no sentido de que não se deve limitar-se, apenas, ao conhecimento da universidade.

Assinale a alternativa correta:

a) Apenas I é verdadeira.
b) Apenas II é verdadeira.
c) I e II são verdadeiras.
d) I e lll são verdadeiras.


e) II e III são verdadeiras.

9. Com relação ao anúncio que segue pode-se afirmar que:

SE você é um investidor conservador, moderado, arrojado e QUE quer tranqüilidade, invista no BANCO DO BRASIL - O tempo todo com você. (Veja, 25/11/07)

I. A conjunção “SE” introduz subordinada adverbial condicional.

II. O termo “QUE” tem função sintática de objeto direto do verbo “querer”.

III. O verbo “investir”, do anúncio, está na sua forma imperativa de terceira pessoa.

Assinale a alternativa correta:

a)  Apenas I e III estão corretas.
b) Apenas I está correta.
c) Todas estão corretas.
d) Todas estão incorretas.
e) Apenas II e III estão corretas.

10. Ao termo “QUE”, podemos atribuir diferentes classificações, de acordo com o contexto em que aparece; daí este poder ser: advérbio, preposição, pronome relativo, conjunção integrante etc, observe a função morfossintática dele no excedo abaixo:

“E evidente QUE no princípio foi a interjeição, insopitável pelo espanto diante do fogo, do raio. Depois foi o substantivo para designar a pedra e a chuva. E, logo, o adjetivo, que fazia tanta falta para ofensas. Mas eles continuam insistindo em que no princípio era o verbo.”   (Revista LÍNGUA N°01,2005)

Indique, dentre as opções abaixo, o excerto no qual o termo “que” tem valor morfossintático semelhante ao ilustrado:

a) “A ideia QUE a linguagem escrita precisa ser solene é um componente de elitismo dos privilegiados num país miserável de analfabetos”
(Paulo Francis. Revista LINGUA N°01,2005)

b) “As pessoas QUE nada têm a dizer são muito cuidadosas na maneira de dizê-lo” (Rubem
Fonseca. Revista LÍNGUA N°01,2005)

c) “QUE língua, a nossa! A palavra oxítona é proparoxítona” (Revista LÍNGUA N°01.2005)

d)
Não basta a preposição

Há muita gente que pensa QUE basta a preposição
Para ser craseado,
Mas não é bem assim não:
Preposição mais artigo — Crase só nessa união.

(Uma Gramática em CORDEL. Revista LÍNGUA N°01, 2005)

e) Por QUE porquê? (Revista LÍNGUA N°01,2005)

11. Observe o anúncio que segue:

Para o Mackenzie, tecnologia é fundamental. E o conhecimento de quem usa essa tecnologia mais ainda. Afinal, não adianta a tecnologia armazenar cada vez mais informação SE você não tiver informação para armazenar. (Veja, 23103/07)

Aponte a alternativa que possui o termo “SE” com a mesma caracterização morfológica do anúncio acima.

a) A cada segundo, seis novos usuários SE integram à rede mundial. Mas ela suporta muito mais. (Veja,18/10/06)
b) As investigações apuram SE erros no Cindacta podem ter contribuído pra o desastre do Boeing da GOL. (Veja, 18/10/06)
c) Dados sobre o mercado de cerveja no Brasil mostram que nos últimos doze meses a AmBev SE manteve reinando absoluta e que da Petrópolis ameaça a terceira colocação, da Femsa. (Veja, 18/10/06)
d) (...) Lula disse: “Esse menino não tem nada a ver com isso”. O menino no caso, era Freud Godoy. SE Lula disse, uma certeza a gente pode ter: é mentira, O menino tem tudo a ver com isso. (Veja, 18/10/06)
e) Repetiu-SE na semana passada, e ainda por cima em Nova York, a imagem de um prédio atingido por avião (...) (Veja, 18/10/06)



12. Observe a charge abaixo e responda a questão. 

Com relação ao que presente na charge, podem afirmar que tem a mesma caracterização morfológica da palavra destacada em:

a) Tenho que fazer uma boa prova senão estou eliminado do concurso.
b) “Faz o q axar melhor na esqc q a ana ker vc ak...”
e) “Em contrapartida os estudiosos que pesquisa na área lingüística apontam essas ocorrências...”
d) - Que legal! Você achou seu cachorrinho, nossa!!! Cachorro grande!
e) - Analisem bem as questões! Espero que todos saiam bem.

O dia da Poesia



No dia 21 de março nós comemoramos o dia da poesia, nesta data devemos relembrar grandes poetas que participaram, efetivamente, da história poética brasileira. Entre os quais podemos citar Carlos Drummond de Andrade, apontado por muitos literários da atualidade como o maior destaque, o que melhor se expressou poeticamente. Então devemos aproveitar essa data para relembrar que poesia está em todos nós. Se existirem seres pensantes sempre existirá poesia. (Leandro Rodrigues)

13. Podemos afirmar que as palavras em destaque são, respectivamente:

a) Conjunção integrante / preposição / conjunção integrante / conjunção subordinativa condicional.
b) Pronome relativo / conjunção integrante / conjunção integrante / conjunção subordinativa condicional.
c) Pronome relativo / pronome relativo / conjunção integrante / partícula de realce.
d) Pronome relativo / pronome relativo / conjunção integrante / pronome reflexivo.
e) Pronome relativo / pronome relativo / conjunção integrante / conjunção subordinativa condicional.

14. No trecho “Diz que diz, mas não faz nada!” a palavra em destaque tem a mesma caracterização morfológica que:

a) Que horas são agora?
b) Ando que ando e não chego a lugar algum...
c) Corram, que o tornado está próximo da nossa cidade.
d) Cinco anos passaram que dali fomos embora.
e) Este livro tem um quê de instigação e mistério.

15. No trecho “Se existirem seres pensantes sempre existirá poesia” a palavra em destaque representa.

a) Uma conjunção subordinativa consecutiva.
b) Uma partícula expletiva.
c) Uma conjunção subordinativa condicional.
d) Parte integrante do verbo existir.
e) Pronome reflexivo.


16. “Uma lagartixa passou correndo à sua frente e sumiu-se por entre as cadeiras”. A palavra sublinhada é:

  a)   Pronome reflexivo e objeto direto.
  b)   Pronome reflexivo e objeto indireto.
  c)   Partícula de realce e sem função sintática.
  d)   Pronome pessoal oblíquo e objeto direto.

17. No período: “Não se fazem automóveis como antigamente”. A palavra “se” é:

a)   Partícula apassivadora
b)   Índice de indeterminação do sujeito.
c)   Pronome reflexivo.
d)   Conjunção integrante.
e)   Conjunção condicional.

18. Assinale a alternativa em que o “se” funciona como índice de indeterminação do sujeito.

a)   Precisa-se de empregadas.
b)   Aceitam-se encomendas.
c)   Na sei se virão.
d)   Se estiveres certo, chegaremos lá imediatamente.
e)   Vai-se a primeira pomba despertada.

19. Em: “Se não tinha competência para o cargo, não poderia ter aceitado a proposta / A defunta aproximou-se da mesa” Os “se” presentes neste texto são respectivamente:

a)   Pronome apassivador e pronome reflexivo.
b)   Expletivo e expletivo.
c)   Pronome apassivador e pronome apassivador
d)   Pronome reflexivo e pronome apassivador.
e)   Conjunção causal e pronome reflexivo.

20. Indique a alternativa em que a partícula “se” NÃO tem valor de pronome apassivador:

a)   Ouviam-se gargalhadas e pragas.
b)   Destacavam-se risos.
c)   Trocavam-se de janela para janela as primeiras palavras, os bons dias.
d)   Já não se destacavam vezes dispersas.
e)   Não sei se vou te amar mais.

21. Uma das alternativas apresenta pronome reflexivo “se”, qual:

a)   Voltarei cedo se quiseres.
b)   Queixou-se das questões do concurso.
c)   Alugam-se apartamentos.
d)   Precisa-se de pedreiros.
e)   Capitu deixou-se fitar e examinar.

22. Aponte o período em que a palavra “se”seja uma conjunção subordinada integrante:

a)  A tristeza daquela jovem se funde em problemas sociais.
b)  Em suas palavras não se separam mentiras e nem verdades.
c)  Se essa obra fosse impressa no Brasil, teria o valor de oitenta reais.
d) Os dirigentes indagaram se seriam presos.
e) Os chefes administrativos mantêm-se atualizados quanto a questões existenciais das mais complexas.

23. Assinale a alternativa em que o pronome “se” está apassivando o verbo.

a) Tempo não se mede pelos ponteiros do relógio, mas pelo vácuo da comunicação entre dois amigos.
b) Ao entrar no recinto novo da confeitaria muitos clientes se sentiam felizardos com o luxo do lugar.
c) Vai-se embora o mais colorido sonho com a chegada de um só momento de maturidade.
d) Esqueceu-se dos fardos diários, enquanto olhava para a inexpressiva lista dos pratos do dia.
e)Precisa-se de muita calma e jeito para o consolo de um singular amigo.


GABARITO OFICIAL:

1. D
2. B
3. C
4. D
5. E
6. B
7. D
8. D
9. A
10. D
11. D
12. E
13. C
14. B
15. C
16. C
17. A
18. A
19. E
20. E
21. E
22. D
23. A




   




Nenhum comentário:

Postar um comentário