Quem sou eu

Minha foto
Remígio-PB, Paraíba, Brazil
Mestre em Letras pela UEPB e professor de Língua Portuguesa dos ensinos fundamental e médio. Meu interesse com esse espaço é poder divulgar e compartilhar com todas e todos minhas atividades escolares e questões objetivas de português para estudos voltados para concursos públicos e o ENEM.

sábado, 1 de setembro de 2018

ATIVIDADE SOBRE ESTRUTURA DAS PALAVRAS I




ALGUMAS DAS FOBIAS MAIS ESTRANHAS DO MUNDO

   Existem pavores bastante comuns, como por exemplo, o medo de altura ou o terror de cobras ou de ratos. Mas também há fobias muito raras, que nem imaginamos que existam. Algumas pessoas que sofrem dessas fobias não conseguem controlá-las facilmente e, não raro, não levam uma vida normal.

1. Medo de amarelo
   Não, não se chama ’amarelofobia’, como você pode ter pensado. As pessoas que padecem desse medo, a “xantofobia”, não toleram ver nem tocar nada da cor amarela. Essa fobia não está somente associada a objetos amarelos. Alguns xantofóbicos sequer podem ler ou ouvir a palavra “amarelo”. Mas cabe destacar que há, também, outras cores que provocam medo. Por exemplo, o vermelho (eritrofobia).

2. Medo de queijo
    Muitos podem pensar: como é possível alguém ter medo de queijo? Sim, essa fobia também existe, e é designada “turofobia”. Os fóbicos não conseguem encarar, cheirar e muito menos comer um simples pedacinho de queijo. Imagine um turofóbico vivendo em Minas Gerais...

3. Medo de dormir
    Existe também a fobia de dormir e seu nome é “somnifobia”. Ela pode ter origem em certos pesadelos muito traumáticos que os fóbicos tiveram em algum momento da vida. Eles acreditam, irracionalmente, que enquanto estiverem dormindo, podem morrer. É uma fobia comum nas crianças.

(https://incrivel.club)


1. Após a leitura do texto, responda:

a) Qual a finalidade deste texto?

b) Segundo o que texto, o que é fobia?

c) O que o título deste texto deixa implícito para o leitor deduzir (ALGUMAS DAS FOBIAS MAIS ESTRANHAS DO MUNDO)?

d) Qual das fobias citadas te chamou mais atenção?

e) A partir deste texto e de seus conhecimentos de mundo, conclui-se que toda palavra que termine em FOBIA significa?

2. Indique os elementos mórficos das seguintes palavras:

a) PAVORES
radical:_________
Desinência nominal de número:_______

b) MEDO
radical:_______________
vogal temática:_________

c) SOFREM
radical:_________
vogal temática:_________
tema:________
Desinência modo/temporal:________

d) FACILMENTE
radical:_________
sufixo:_________

e) IRRACIONALMENTE
radical:__________
prefixo:__________
sufixo:___________

f) TRAUMÁTICOS
radical:_________
sufixo:_________
desinência nominal de número:________

g) VIVENDO
radical:_________
vogal temática:_________
tema:________
desinência de gerúndio:_______

h) RARAS
radical:______
desinência nominal de gênero:_______
desinência nominal de número:_______

i) IMAGINAMOS
radical:_________
vogal temática:_________
tema:_________
desinência modo/temporal:_________
desinência numero pessoal:_________

j) VIDA
radical:_______
vogal temática:__________

3. Forme outras palavras a partir das palavras primitivas dadas:

a) terror
b) vida
c) vermelho
d) racional
e) simples

4. Sabe-se que FOBIA é um radical grego e significa medo de algo ou alguém. Descubra o significado aproximado das palavras abaixo a partir de seu radical:

a) AEROnáutica:___________________________
b) AUTObiografia:______________________
c) CARDIOvascular:____________________
d) ortoGRAFIA:________________________
e) ZOOlógico: _________________________

5. Leia atentamente a charge abaixo e responda as questões:

a) O que está criticado pelo autor?

b) O sentido desse texto é construído a partir da oposição de dois termos. Quais são?

c) Explique o sentido de GELO e DESGELO.

d) Conclui-se que o elemento “DES” na palavra GELO modifica o sentido da palavra primitiva. Que o sentido o prefixo “DES” transmite às palavras?    

6. Observe a tirinha abaixo:


a) A crítica social desta tirinha é construída justamente pela diferenciação estabelecida entre quais palavras?

b) Qual o radical das palavras VIVENTE e SOBREVIVENTE?

c) Explique com suas palavras a diferença entre VIVENTE e SOBREVIVER no contexto da tirinha.

d) Qual das palavras VIVENTE e SOBREVIVENTE possui um prefixo?  

7. A partir da leitura desta tirinha, responda:



a) Sobre qual discurso estereotipado sobre as mulheres essa tirinha está brincando?

b) O que as palavras AMA, AMAVA e AMOR têm em comum em relação a estrutura?

c) Faça a separação dos elementos mórficos dos verbos FALE e CONHECEMOS.

d) Na palavra EXATAMENTE, que classificação mórfica é o elemento MENTE?

8.  Sobre o meme abaixo, responda:



a) De forma cômica, o texto traz uma reflexão sobre o que?

b) Qual palavra presente no texto verbal possui flexão de gênero?

c) Nas palavras RICO e DINEHIRO os elementos mórficos destacados desempenham a mesma função em ambas palavras?

d) Nas palavras TENHO e FALTA os elementos mórficos destacados desempenham a mesma função em ambas palavras?


9. Sobre o texto abaixo, responda:



a) Que gênero textual é esse?
b) Qual a finalidade desse texto?
c) Qual o sentido da palavra CARRÃO?
d) Que elemento mórfico as palavras VOLTINHA e CARRÃO têm comum?
e) Os elementos –INHA e –ÃO nas palavras VOLTINHA e CARRÃO são morfemas que indicam diminutivo e aumentativo respectivamente. Mas nesse contexto, elas significam literalmente isso? Explique com suas palavras.

GABARITO:

1.
a) A finalidade deste texto divulgar/informar algumas curiosidades sobre as "fobias".
b) Fobia significa medo de algo ou alguém.
c) Deixa implícito de que existe outras fobias não discutidas no texto
d) Resposta pessoal
e) As palavras terminadas com o elemento "fobia" significam medo de algo ou alguém. 

2. 
a) PAVORES
radical:pavor
Desinência nominal de número:es

b) MEDO
radical:med
vogal temática:o

c) SOFREM
radical:sofr
vogal temática:e
tema:sofre
Desinência modo/temporal:m

d) FACILMENTE
radical:facil
sufixo:mente

e) IRRACIONALMENTE
radical:racional
prefixo:i
sufixo:mente

f) TRAUMÁTICOS
radical:trauma
sufixo:tico
desinência nominal de número:s

g) VIVENDO
radical:viv
vogal temática:e
tema:vive
desinência de gerúndio:ndo

h) RARAS
radical:rar
desinência nominal de gênero:a
desinência nominal de número:s

i) IMAGINAMOS
radical:imagin
vogal temática:a
tema:imagina
desinência modo/temporal:mos
desinência número pessoal:s

j) VIDA
radical:vid
vogal temática:a

3.

a) terror = aterrorizante - terrível - aterrorizei - aterrorizador 
b) vida = vidinha - vital - vidão 
c) vermelho = avermelhado - vermelhão - avermelhou 
d) racional = racionais - irracional - racionalidade - 
e) simples = simplesmente - simplista - simplório - simplificado - 

4. 
a) relacionado a "voar".
b) algo sobre si mesmo.
c) relacionado a coração.
d) relacionado a escrita.
e) relacionado a animais. 

5. 
a) Crítica o aquecimento global, consequência dos atos humanos no planeta.
b) "gelo" e "desgelo".
c) "Gelo" estado sólido da água. "Desgelo" retorno ao estado líquido. 
d) opõe-se ao significado original da palavra (negação)

6. 
a) Vivente e sobrevivente
b) viv-
c) Vivente neste contexto significa "morar", "residir". Sobreviver significa "viver sobre dificuldades". 
d) A que possui prefixo é "sobreviver", prefixo "sobre-".

7. 
a) De que mulher discute por nada.
b) Possuem o mesmo radical.
c) FALE (FAL= radical) (E= desinência verbal de modo imperativo) / CONHECEMOS (CONHEC= radical) (E= vogal temática) (CONHECE= tema) (MOS= desinência verbal de modo indicativo, tempo presente, 1º pessoa do plural "nós).
d) Sufixo

8. 
a) Trata sobre a condição financeira das pessoas.
b) rico
c) Não, pois em RICO há uma desinência nominal de gênero masculino e em DINHEIRO tem-se uma vogal temática. 
d) Sim, pois em ambas há uma desinência verbal de modo indicativo, tempo presente e primeira pessoa do singular "eu".

9. 
a) É um anúncio. 
b) Divulgar o modelo de carro.
c) Significa um carro bonito, moderno, potente.
d) Ambas possuem sufixos.
e) Não. Em VOLTINHA tem-se o sentido de uma volta rápida, de teste, sem compromisso. Em CARRÃO há o sentido carro bonito, moderno, potente.









Nenhum comentário:

Postar um comentário